Veja os dez livros que são os melhores sobre Auxílio-doença.

Bestseller No. 1
Incapacidade Laboral e Benefício por Auxílio-Doença no INSS
  • Mara Aparecida. Gimenes
  • LTr
  • eBook Kindle
  • Edition no. 1 (08/15/2014)
  • Português
Bestseller No. 2
PROVAS DA INCAPACIDADE LABORAL
  • WLADIMIR NOVAES MARTINEZ
  • LTR EDITORA
  • eBook Kindle
  • Português
SaleBestseller No. 3
Limbo Jurídico Previdenciário-Trabalhista no Auxílio-Doença
  • Fabiano de Oliveira Pardo
  • Publisher: LTr
  • Edition no. 1 (09/11/2018)
  • Capa comum: 106 pages
Bestseller No. 5
Incapacidade Laboral e Benefício por Auxílio-Doença no INSS
  • Mara Aparecida Gimenes
  • Publisher: LTr
  • Edition no. 2 (11/04/2015)
  • Capa comum: 368 pages
SaleBestseller No. 6
Tratado Prático do Auxílio-Doença
  • Wladimir Novaes Martinez
  • Publisher: LTr
  • Edition no. 1 (02/10/2017)
  • Capa comum: 368 pages
Bestseller No. 7
As cinco feridas emocionais
  • Lise Bourbeau
  • Sextante
  • eBook Kindle
  • Edition no. 1 (06/05/2017)
  • Português
SaleBestseller No. 9
Auxílio-Doença
  • Michel Cutait Neto
  • Publisher: JH Mizuno
  • Edition no. 2 (02/19/2018)
  • Capa comum: 193 pages
SaleBestseller No. 10
Auxilio Doença. Acidentário
  • Carla Calleri
  • Publisher: LTr
  • Edition no. 1 (01/10/2007)
  • Capa comum: 118 pages

O que significa?

Auxílio-doença é um seguro previdenciário. No Brasil, é regulado pela Lei 8.213/91, que é a lei de benefícios da previdência social. Consiste numa renda que é a média das 80% maiores contribuições do segurado desde julho de 1994 multiplicada ainda por um fator de 91% (oque normalmente gera uma renda abaixo do salário atual do segurado), paga pelo tempo que durar a incapacidade laborativa. É a incapacidade que gera o auxílio, não a simples doença e somente o médico-perito pode verificá-la; o médico particular não deve se pronunciar sobre isso nem sugerir tempo de afastamento. Existem duas variedades: auxílio-doença comum, para doenças e acidentes comuns; auxílio-doença acidentário, para doença ocupacional e acidente de trabalho. O segundo gera direito à estabilidade no emprego por um ano após o fim do auxílio e ainda uma indenização se houve culpa ou dolo do empregador. Para o segurado obtê-lo, a empresa deve emitir a Comunicação de Acidente de Trabalho, embora atualmente a perícia médica do INSS possa às vezes reconhecer o direito sem a CAT empresarial, através do nexo entre o trabalho e a lesão.

Para dar entrada no auxílio-doença é necessário realizar o agendamento através da central 135 ou pelo site www.inss.gov.br. O segurados empregados devem esperar até o décimo sexto dia de afastamento para realizar o agendamento e será necessário informar a DUT (data do último dia trabalhado). No dia agendado para a perícia, além dos documentos pessoais e documentação médica, é obrigatório a apresentação do requerimento da empresa contendo a DUT assinado e carimbado. Os demais segurados podem agendar desde a data do início da incapacidade.

Gostou? Deixa seu comentário qual você gostou mais.